O Cartão Material Escolar (CME) começou a ser pago no último dia 11 de fevereiro. O Programa de Benefício Educacional Social é destinado a estudantes do ensino regular da rede pública. O cartão substitui os tradicionais kits escolares, onde o aluno tem a oportunidade de participar de toda a escolha do material que será usado em sala de aula durante o ano letivo.
Material escolar é um item básico para a permanência do aluno em situação de vulnerabilidade social - autoestima e aprendizagem caminham juntos. É transformador o estudante poder escolher um caderno do seu super-herói favorito, ter o colorido das diversas canetinhas e uma borracha com cheiro de fruta. Toda a lista de material pode ser comprada nas papelarias cadastradas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Lotes e valores

O primeiro lote do Cartão Material Escolar começou a ser pago para 61.899 estudantes da educação infantil, do ensino fundamental e do ensino médio. Este primeiro lote, no total de R$ 19,1 milhões, contempla 39.890 famílias cadastradas no Programa Auxílio Brasil, vide antes Bolsa Família.
Para quem está na educação infantil e fundamental o valor do benefício é de R$ 320 e de R$ 240 para quem cursa o ensino médio. Em seguida serão pagos mais dois lotes: o segundo na segunda quinzena de março para os estudantes da educação especial e o terceiro na primeira quinzena de abril.
Para 2022 o objetivo é contemplar 100 mil estudantes, com recursos totalizados em R$ 30 milhões. De acordo com a Secretaria de Educação do Distrito Federal no ano de 2021, foram beneficiados 96.405 estudantes, com um investimento total de R$ 29,66 milhões.

Empresários do ramo de papelaria se reúnem

Estiveram na Secretaria de Desenvolvimento Econômico no Distrito Federal no último dia 10, cerca de 270 empreendedores do setor papeleiro para alinhar novas orientações sobre o Cartão Material Escolar.
Foi discutido o cadastramento de novos papeleiros no Cartão Material Escolar (CME), direções sobre o programa e as práticas para garantir a transparência aos empresários e credenciados.

Credenciamento de novas papelarias

O Diário Oficial do Distrito Federal publicou no início de fevereiro um comunicado público para realizar o credenciamento de novas papelarias. Os estabelecimentos deverão atender as obrigações listadas no edital e encaminhar toda a documentação a partir de 9 de março de 2022, para o e-mail: credenciamento.papelarias@desenvolvimento.df.gov.br.
Na cidade de São Paulo o cadastro deve ser feito através do link: https://portalmaterialescolar.sme.prefeitura.sp.gov.br/fornecedor/cadastro
Com o avanço da vacina contra a pandemia do Coronavírus,  e a volta das aulas presenciais, o mercado de papelaria volta a aquecer. Empreendedor aproveite esse momento, converse com seu representante Reval para alinhar novas oportunidades de alavancar seu negócio. Sinalize em seu estabelecimento que você é credenciado e participa do Programa Cartão Material Escolar, uma iniciativa que favorece que o dinheiro permaneça com os lojistas locais.

Utilizando o Cartão Material Escolar

Todos os beneficiários podem conferir se o valor está disponível pela Central de Atendimento 156, opção 2, ou nesse link aqui:
As famílias que já receberam o Cartão Material Escolar em 2021 e agora são beneficiadas em 2022 pelo Auxílio Brasil, vão continuar utilizando o mesmo cartão. Cada família tem direito a um cartão magnético, quando na composição familiar houver mais de um estudante matriculado na rede pública de ensino, no cartão conterá os valores somados referentes a todos os estudantes.
O cartão deve ser usado nas papelarias credenciadas, na opção débito com a senha de 4 dígitos inclusa na carta berço. Atenção pais e responsáveis - o valor disponível do cartão expira em 45 dias, utilizem o saldo até 2 de maio.

Crédito Foto: Divulgação
Back to Top